Equipe de natação do Sesi-SP realiza encontros semanais online com convidados “inspiração”

Marcos Goto, Renato Cruz, Luísa Baptista, Messias e Braz, Brandon, Ricardo Prado, Marcelo Negrão e Helinho Garcia estão entre os participantes

 Por: Amanda Demétrio, Núcleo de Comunicação
16/07/202017:19- atualizado às 10:51 em 04/11/2020

As terças-feiras têm sido de muita troca e aprendizado para a equipe de natação do Sesi-SP. Buscando manter o trabalho físico e motivacional com seus atletas através de reuniões, videoaulas com treinos direcionados e lives, a equipe técnica da natação adotou mais um recurso para trabalhar com a modalidade. Encontros semanais entre os nadadores de todas as categorias espalhadas pelo Estado com um convidado entrou de vez para o cronograma de atividades do grupo.

Depois de ser convidado pelo técnico da ginástica olímpica, Marcos Goto, para participar de um bate papo com os ginastas, o técnico Fernando Vanzella trouxe a ideia para equipe e teve sucesso. A atividade, que acontece no período da tarde, sempre na sequência do treino, começou com uma retribuição de convite. Goto abriu a programação e trouxe questionamentos sobre como andam as expectativas dos atletas para o final da pandemia, relembrou histórias e ainda contribuiu com dicas de superação.  

Com o sucesso obtido após o primeiro encontro, outros nomes já integraram a lista de convidados. O paratleta Renato Cruz do Sesi-SP e o trio do triathlon, com o técnico Eduardo Braz e os atletas Luísa Baptista e Manoel Messias vieram logo na sequência e movimentaram os bate papos. Marcelo Negrão, técnico do vôlei masculino e Helinho Garcia, técnico do Sesi Franca Basquete, trouxeram um pouco de experiência e dicas com um olhar do esporte coletivo. Buscando intercalar figuras de outras modalidades com nadadores e ex-nadadores, Brandon Almeida, recém chegado na equipe, pôde compartilhar um pouco da sua história, conquistas e as primeiras impressões no grupo paulista. O ex-nadador, Ricardo Prado, recordista mundial e ídolo para muitos atletas, trouxe para o encontro um pouco sobre as modificações no esporte nos últimos anos, além de uma aula sobre valorização, disciplina, rotina, objetivos e superação.

“Tenho gostado bastante de participar desse tipo de atividade. Tivemos a presença de muitas pessoas que puderam passar muitas experiências e dicas para gente. Por exemplo o Ricardo Prado, que é meu ídolo desde pequeno, que nadava a minha prova, ele estava lá conversando com a gente, compartilhando histórias. Fora os nossos companheiros das outras modalidades do Sesi-SP, que estão nos ajudando bastante nesse momento difícil que todos estamos passando, está sendo uma troca de forças. A iniciativa foi muito legal e o mais bacana é poder ver atletas de todas as categorias participando”, comentou o nadador Brandon.

Sem poder exercer atividades da Pedagogia do Exemplo presencial, projeto onde os atletas são considerados, além de ídolos esportivos, espelhos para crianças e jovens com o intuito de transformar suas atitudes, a equipe de natação trouxe o trabalho desenvolvido e os exemplos da casa para o mundo online, e vem colhendo resultados.

“Estava acostumada a ir para escola todo dia, depois seguia para o treino e de repente tudo mudou, a gente não pode sair de casa. No começo fiquei aflita, sou muito ansiosa, ficava me perguntando se iríamos voltar logo e quando seriam as competições, mas aos poucos eu fui me acalmando, principalmente quando foi criado o grupo com todos os atletas do Sesi-SP. Recebemos os treinos com o preparador físico e começaram os encontros, aí fui mudando. São pessoas que inspiram com histórias lindas e que as vezes a gente até se identifica com algumas partes. Me sinto motivada e até mais confiante para quando as coisas voltarem. Tudo mudou e estou passando por um processo de amadurecimento”, contou Antonella Valentina, 12 anos, nadadora da equipe infantil do SESI Sertãozinho.

Para Murilo Oliveira, 12 anos, nadador do grupo infantil do SESI São Bernardo, os encontros além de motivacionais neste período, também servem como uma descontração. “Estou gostando bastante dos encontros de terça. Tenho aprendido bastante com a experiência dos atletas e tem sido incentivador, além de ser algo diferente nessa nova rotina, acaba sendo uma descontração”.

Enfrentando um momento limitado, por conta da pandemia do coronavírus (COVID-19), o esporte de rendimento da instituição tem procurado, por meio das plataformas online, manter o trabalho físico e motivacional com seus atletas. Reuniões para conversar sobre objetivos, planejamento semanal, vídeos com treinos específicos e lives fazem parte do cronograma de trabalho atual.

Leia também